Amilcareis

Preparação Espiritual

Trata-se de um momento em que o peregrino reflete sobre os motivos que o levam ao “altar do mundo”: cumprir uma promessa, encontrar sentido para a vida, honrar a Nossa Senhora, refletir, aprofundar a fé, penitência pelos pecados, apoiar amigos ou familiares. Os motivos são muitos e diferem de peregrino para peregrino.

Percorrer o caminho escolhido é, sobretudo, uma experiência espiritual, que requer preparação prévia. Algum tempo antes de começar a caminhada, deve familiarizar-se com a história de Fátima e dos pastorinhos Lúcia, São Francisco e Santa Jacinta - deve entender a origem da devoção de milhões de pessoas. Deve também refletir sobre os motivos que o levam a fazer a peregrinação.

Durante as caminhadas de preparação, aproveite para refletir sobre os motivos que o levam a Fátima, sobre as suas dúvidas e as respostas que procura, e sobre aquilo que pretende alcançar com a peregrinação.

Deve ter em conta que a peregrinação é sinónimo de partilha, mas também de vivência individual. Antes de partir, prepare uma lista de objetivos para cada dia: pode ser meditação, ler um salmo da Bíblia, fazer uma oração especial, reavaliar os seus objetivos de vida, ou fazer voto de silêncio. No caso deste último, deve ter em conta que se vai cruzar com outras pessoas durante o caminho, que o vão interpelar. Por isso, deve levar escrito, num cartão visível, que é peregrino e que faz voto de silêncio.

Outra sugestão, é levar um diário onde antes, durante e depois da peregrinação, possa transcrever os pensamentos em palavras e refletir todos os dias sobre a caminhada. Comece por registar os seus objetivos e os motivos que o levam a Fátima. No final de cada etapa, escreva os seus pensamentos, faça um relato do dia. Pode, inclusivamente, juntar fotografias, ou desenhos. Esta é uma forma de se focar na sua meta e de ter um registo, para mais tarde recordar.

 

Partilhe