Bild

Conduzir na Região

As condições das estradas variam. O trajeto pode ser sinuoso e acidentado. 
Em alguns locais da região, as condições da estrada podem variar. O trajeto pode ser sinuoso, acidentado ou ventoso. Junto à costa, o caminho é, muitas vezes, acidentado e com muitas curvas. Dentro de aldeias e vilas, há estradas de apenas um sentido e outras muito estreitas, onde é necessário cuidados redobrados. 

Nunca conduza quando estiver cansado e faça pausas regulares. 
Esta é uma recomendação universal que vale a pena lembrar: Nunca conduza quando estiver cansado. Numa visita a Fátima, pode estar cansado devido às longas caminhadas, por se ter levantado muito cedo ou deitado muito tarde, ou devido ao jet-leg
Conduzir em Fátima pode ser diferente de conduzir em qualquer cidade portuguesa, especialmente se a sua visita for durante uma peregrinação, onde milhares de pessoas vêm a pé. Faça pausas, descanse o tempo suficiente e conduza em segurança!

Conduzir no verão, é diferente de conduzir no inverno. 
Os invernos da região são, por norma, chuvosos e com muita geada. Em estradas acidentadas, a chuva pode ser traiçoeira. Na zona de Fátima, durante os meses de janeiro e fevereiro, é muito frequente encontrar estradas geladas devido à geada, que só começa a desaparecer depois das nove da manhã. 
Já no verão, Santarém é, habitualmente, a cidade mais quente do país, com temperaturas a rondar os 35º. Ao viajar na zona do Ribatejo, tenha particular atenção ao estado dos pneus, verifique se o carro está em condições de suportar longas distâncias. Junto à costa, ou junto a praias fluviais, tenha atenção redobrada aos peões e bicicletas. 
Em maio, agosto e outubro, durante as peregrinações de maior afluência a Fátima, tenha particular cuidado com as pessoas que se deslocam a pé.

Partilhe