Amilcareis

Portugal aposta no Turismo Industrial

Como forma de combater a sazonalidade dos destinos e prolongar as estadias, o Turismo de Portugal lançou as condições para implementar a futura Rede Portuguesa do Turismo Industrial. A ideia é criar um produto turístico que está presente o ano inteiro.

Em abril de 2022 foi constituída formalmente a Rede de Parceiros do Turismo Industrial Centro de Portugal. Numa cerimónia que decorreu no Museu Ferroviário, no Entroncamento, foi assinada uma declaração de compromisso entre o Turismo Centro de Portugal e os Municípios e parceiros identificados nesta iniciativa.

Pedro Machado, presidente do Turismo do Centro de Portugal, realçou a importância da criação da Rede do Turismo Industrial para a Região, uma vez que a tornará mais atrativa e competitiva e, por outro lado, será capaz de promover a “coesão territorial, no sentido em que potencia também os destinos de baixa densidade populacional”.

Numa das suas principais alíneas, a declaração confirma o empenho das partes na implementação das boas práticas e critérios de conformidade associados aos serviços de turismo industrial, de acordo com o Guia de boas Práticas desenvolvido pelo Grupo Dinamizador da Rede Portuguesa de Turismo Industrial. Por outro lado, a declaração inclui também a participação conjunta em iniciativas para a promoção do Turismo Industrial.

A declaração de compromisso foi assinada pelos  Municípios de Abrantes, Cantanhede, Entroncamento, Marinha Grande, Porto de Mós, Seia, Sever do Vouga e Tomar, além de outros parceiros como, por exemplo, Museu Metalúrgica Duarte Ferreira (Abrantes); Museu da Pedra (Cantanhede); Centro de Interpretação da Arte Xávega (CIAX); Museu LOAD ZX Spectrum; Praxis Cervejas de Coimbra; New Hand Lab (Covilhã); Museu de Lanifícios da Universidade da Beira Interior; Museu Nacional Ferroviário (Entroncamento); Museu e Fábrica da Vista Alegre (Ílhavo); Ecolã Portugal (Manteigas); Burel Factory; Museu do Vidro (Marinha Grande); Crisal; Moldoeste; CENCAL; Museu Industrial (Porto de Mós ) e Artesanal do Têxtil (MIAT); Airemármores; Casa Féteira; Museu Natural da Eletricidade (Seia); Minas do Braçal / Museu Muncipal (Sever do Vouga); Núcleo Museológico da Central Elétrica de Tomar; Núcleo Museológico da Fundição Tomarense.

Alexandra Pimentel

Partilhe

Voltar